Início‎ > ‎

ITCP - Incubadora Tecnológica

Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP-FSA)

 

A Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da Fundação Santo André (ITCP/FSA), instituida pela ATA DA 53ª REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR DA FUNDAÇÃO SANTO ANDRÉ, é um programa de extensão coordenado pela PROPPEX. Trabalha para o desenvolvimento da Economia Solidária, por incentivo e apoio à constituição de cooperativas em comunidades do entorno do Centro Universitário Fundação Santo André (CUFSA), principalmente. Visa formar grupos que se tornem empreendimentos baseados no trabalho associado, na propriedade coletiva, na cooperação, na solidariedade e na autogestão. Tem como princípio educativo o diálogo entre o saber acadêmico e o saber da comunidade, a partir da concepção de educação popular de Paulo Freire. No âmbito acadêmico, a formação dos formadores (estudantes) e a produção de pesquisas contribuem para a concretização da indissociabilidade entre o ensino, a pesquisa e a extensão.
Equipe:
Prof. Dr. CARLOS APARECIDO KANTOR
Profa. Me. MARINEIDE DO LAGO SALVADOR DOS SANTOS
 

Curso de Extensão "Trabalho e Economia Solidária"

 
Sábados, das 10h00 às 12h00
 
Local: Pós-Graduação, Anexo 1, sala 04
 
Profª Marineide do Lago Salvador dos Santos
 
Inscrições para o módulo 2 - período de 01 a 08 de agosto - clique aqui
 
Observação: Poderão ser admitidos novos participantes, após entrevista com a professora em 10 de agosto.
Para estes haverá reposição de conteúdos básicos indispensáveis para a sequência.
 
Início das aulas: 17 de agosto de 2013

PROGRAMA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA EM ECONOMIA SOLIDÁRIA

LISTA DE INSCRITOS  - O LOCAL DA PROVA ESCRITA ETAPA 1 - MUDOU PARA O AUDITÓRIO DA FAECO - das 12h às
LOCAL DA 2º ETAPA: SALA 13 - ANEXO I (CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO)
Informamos que o calendário deste edital está suspenso. Assim que houverem novas informações os candidatos serão avisados com a devida antecedência.

Histórico das ações realizadas:
 
  • Projeto “SOL em Santo André: Saber Local em Desenvolvimento” (SOL)
 
 Desde 2003, um grupo de pesquisadores do CUFSA vem estudando os fenômenos que afetam o acesso e a permanência das crianças, jovens e adultos nas escolas públicas, de Educação Básica, situadas em seu entorno. Como forma de intervenção nessa realidade e para fazer frente às dificuldades constatadas na pesquisa (falta de trabalho para mulheres e jovens), professores e alunos de diferentes cursos constituíram a Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP/FSA). Por meio do projeto “SOL em Santo André: Saber Local em Desenvolvimento” (Convênio FINEP no 0041/06 - PRONINC), trabalharam com 3 escolas públicas, no intuito de buscar formas de geração de trabalho e renda, conjugando a elevação de escolaridade dessa comunidade ao fortalecimento das atividades econômicas.
A área de abrangência do projeto foi constituída por núcleos urbanizados por ação do poder público municipal, com forte participação da população, localizados no entorno do CUFSA. Ora, a resolução da moradia não implica, necessariamente, na resolução dos meios de sobrevivência, e os mecanismos de participação de uma ação não se transferem espontaneamente a outra. Frente a essa situação, o projeto se voltou para o desenvolvimento local, pela produção associada de jovens e mulheres, por meio de atividades variadas que, por meio de um esforço inter-institucional (envolvendo escolas, universidades, ONGs, lideranças locais e administração local) conseguissem resultar em sua inserção no mercado, na forma de empreendimentos autogestionários. Foram formados inicialmente um grupo no campo da alimentação, outro na reciclagem de óleo e outro na produção de vídeos.
 
Este trabalho contou durante algum tempo com a complementação proporcionada pelo projeto SAL, exposto a seguir.
  
  • Projeto “Saber Local em Desenvolvimento: um novo Currículo Escolar” (SAL)
 
Este Projeto, com financiamento da SECAD/MEC (Processo MEC/23000.013671/2006-30), possibilitou a formação de uma equipe multidisciplinar do CUFSA e também de professores e alunos das três escolas públicas envolvidas, sendo a interdisciplinaridade um traço fundamental na constituição de um novo currículo voltado para o mundo do trabalho, tendo a Economia Solidária como princípio/objetivo fundamental. O projeto constituiu-se num grande aprendizado interno para a FSA quanto às questões administrativas relativas à Economia Solidária. As atividades, serviriam como piloto para a divulgação pelo MEC a outras regiões, conforme apreciação da representante do MEC no acompanhamento do Projeto. Essa circunstância estimulou a reproposição como novo projeto.
 
  • Projeto “EJA, EcoSol e Tecnologia Social”
 
Projeto desenvolvido em parceria com a Universidade Federal do ABC (UFABC) – Edital de Seleção nº 03/2009 – MEC/SECAD/DEPEJA – Resolução FNDE nº 51, de 15/12/2008 – sob responsabilidade do Prof. Dr. Ricardo Moretti. Na origem, este projeto foi inspirado na experiência que a ITCP/FSA teve ao realizar o projeto “Saber Local em Desenvolvimento – um novo currículo escolar” nas três escolas públicas na área próxima ao CUFSA, conforme citado anteriormente, integrando educação (conteúdos e práticas de Educação de Jovens e Adultos) e trabalho, no sentido da Economia Solidária. Agora o alcance foi ampliado para quatro localidades (municípios) e inclui a oferta de curso de especialização aos docentes e gestores que se dispusessem a participar. Pretende-se como resultado, a partir do registro das experiências no curso e nas escolas, a produção de material pedagógico-formativo para a EJA, com possibilidade de reaplicação criativa.
 
  • Projeto “Economia Solidária – Unindo Forças e Aumentando Oportunidades”
Este projeto atende ao Edital de Seleção nº 01/2010 – SENAES/MTE – Portaria SENAES nº 53, de 14/05/2010, Convênio publicado no DOU em 31/12/2010 e pretende desencadear um conjunto de ações dentro e fora do CUFSA, articulando diversos agentes (universidade, administração pública, organismos de apoio à economia solidária, etc) no intuito de proporcionar formação, qualificação e assistência técnica a grupos populares (um em Santo André e outro em Diadema), que no momento estão sendo incubados de forma isolada, para que possam constituir um grupo unificado de cooperados, com a perspectiva de sua legalização e consolidação.
O processo como um todo deve repercutir também no âmbito acadêmico -conteúdos disciplinares e atividades de extensão - e em políticas públicas que reforcem a Economia Solidária e lhe dêem visibilidade.
  • Submissão do Projeto "FORMADORES DA SOLIDARIEDADE – CONSTRUINDO A PARTICIPAÇÃO" ao Edital de Patrocínio do Banco do Brasil - 2012
Este Projeto pretende contribuir para ampliar o conhecimento e proporcionar suporte e reforço a ações voltadas para o desenvolvimento local/regional, tendo a Economia Solidária como referência para alternativas de trabalho inovadoras. Pretende fortalecer os movimentos de Economia Solidária em municípios da Região do Grande ABC. A partir da universidade, realizar um esforço de obtenção da transversalidade, pela integração de agentes de apoio e assessoria às iniciativas locais: universidade, agentes da administração pública, lideranças locais, associações da sociedade civil e outros.
 
Prevê a apropriação de conteúdos: cooperativismo social como conceito e princípios; marco jurídico e legislação para a Economia Solidária; políticas públicas necessárias e as que já são existentes. Observações: visitas técnicas a empreendimentos cooperativos e entrevistas com participantes de órgãos e/ou instituições com programas e atividades voltadas para a inclusão produtiva, emancipação econômica e geração de trabalho e renda, principalmente para pessoas e grupos incluídos em programas governamentais. Resultado esperado: promoção da cidadania.
 
Pretende também reforçar o empenho do CUFSA em ampliar espaços para o tema em pauta, em disciplinas curriculares, em estágios acadêmicos e outras atividades, construindo um olhar multidisciplinar sobre a realidade, por sua vez comprometido com a responsabilidade social da universidade.
 
O projeto pretende, portanto, promover o encontro de conhecimentos e de expectativas pelos diferentes segmentos participantes, gerando de imediato a resolução de problemas reais da população envolvida e que servirão como referência a situações semelhantes, contando com a ação de responsabilidade social empresarial do Banco do Brasil.
  • Curso de Atualização: Trabalho e Economia Solidária
     
    Período: segundo semestre de 2012
    Local: CUFSA – sala 202 da FAENG II (ou outra a ser definida)
    Público-alvo: comunidade acadêmica: estudantes, docentes, funcionários administrativos e outros interessados
    Carga horária: 20 horas
     Dia da semana e horário: sábados das 10h00 às 12h00
     
    Ementa:
    A Economia Solidária como alternativa para a geração de trabalho e renda num mundo em crise. A construção de novas relações de trabalho. Vantagens e limites do associativismo e do cooperativismo; marco jurídico e viabilidade econômica e política dos grupos populares. Desafios para a autogestão. Entidades de apoio, assessoria e fomento à Economia Solidária.